Courtney Love fala mais do que canta em show caótico do Hole

Viúva de Kurt Cobain apresentou-se como sempre: com polêmicas.
Cantora mostrou os seios durante performance no New Stage.

Do G1, em Paulínia (SP)

Courtney Love falou mal de Billy Corgan. Xingou o Foo Fighters. Reclamou do fã que exibia uma foto de Kurt Cobain. Reclamou de novo. Tirou a roupa. Com menos frequência, cantou. Cantou “Bad romance”, de Lady Gaga, com letra alterada. Berrou em “Sympathy for the devil”, dos Rolling Stones. E até houve tempo para entoar músicas do repertório do Hole, como “Violet”. Mas, aí, não tão bem.

Courtney mostra os seios no SWU (Foto: Flavio Moraes/G1)
Courtney Love mostra os seios durante show do Hole no New Stage do SWU (Foto: Flavio Moraes/G1)

Justiça seja feita, a cantora não tem vocais de apoio. Baterista, baixista e guitarrista apenas tocam e escutam a viúva de Kurt Cobain (1967-1994) tagarelar antes e depois de música como “Malibu”, “Reasons to be beautiful” e “Celebrity skin”.

A cantora, única remanescente da banda que fez sucesso na década de 90, manteve uma relação de amor e ódio com os fãs que lotaram a frente do palco. Courtney chegou até a deixar o New Stage após avistar o cartaz com uma foto de Cobain, com quem foi casada. Meninas do gargarejo tiveram que “expulsar” os garotos que carregavam a imagem.

Ela disse que era injusto Dave Grohl, ex-Nirvana e hoje líder do Foo Fighters, ganhar dinheiro com o espólio do grupo, para o qual tocou bateria. “Vocês podem até gostar de Foo Fighters, mas não goste perto de mim”, resumiu. Antes, mostrou os seios e foi bastante carinhosa com os fãs, em sua primeira passagem pelo Brasil.

Mais adiante, voltou ao assunto: “Eu não ligo se você gosta ou não do Foo Fighters. Se você não escreve uma música, não consegue ser publicado. Isso significa que você não pega dinheiro de uma criança, de uma mãe, de uma irmã. É isso. É tudo o que tenho a dizer”.

Na última apresentação do New Stage neste domingo (13), Love passou batom jogado pela plateia e usou apetrechos arremessados por fãs. Foram 13 músicas, quase todas anunciadas de forma mais do que verborrágica. “Skinny little bitch”, por exemplo, foi dedicada para Gisele Bündchen. “Nos Estados Unidos, não achamos ela tão gostosa. Ela é só bonitinha”, disse Love. Prova de que sobrou para meio mundo.

Em entrevista a Zeca Camargo exibida no Fantástico deste domingo, ela disse que foi roubada pelos ex-integrantes do Nirvana.