“Falso Brilhante”: Lília Cabral será vilã em novela de Aguinaldo Silva

FOTO DIVULGAÇÃO NOVELA FINA ESTAMPA

A atriz Lília Cabral de  56 anos  que viveu a protagonista Griselda em “Fina Estampa”, já tem personagem  garantido na próxima novela de Aguinaldo Silva. A trama  tem o título provisório de  “Falso Brilhante” e deve ser a substituta de “Em Família”.

Ela será uma grande vilã no folhetim das nove  da GloboSegundo o colunista Flávio Ricco, Aguinaldo já prometeu que esta vilã será diferente de todas as últimas que surgiram na dramaturgia.

Caio Castro Viverá Endocrinologista Bem Sucedido Em “Amor À Vida”

O ator Caio Casto.

Revelado no “Caldeirão do Huck”, o galã Caio Castro tem uma carreira meteórica na Globo. Atualmente, ele está se preparando para viver seu segundo papel de destaque numa trama das nove.

Depois de viver Antenor em “Fina Estampa”, o ator será mais uma vez médico na ficção. Seu personagem trabalhará no grande hospital que se passa a trama de Walcyr Carrasco.

“Vou viver Michel, um endocrinologista de 29 anos, formando e bem sucedido”, contou Caio em entrevistaao portal UOL, que fez laboratório em um hospital: “cheguei até a acompanhar cirurgias. Situações que poderiam ser bizarras para alguns, para mim foi tranquilo”.

Questionado se o trabalho não despertou a vontade de seguir a profissão, ele respondeu que “até poderia ser”.

“Amor à Vida” é primeira novela de Walcyr Carrasco para o horário nobre da Globo. A trama será protagonizada por Paolla Oliveira e Malvino Salvador. Com direção de núcleo de Wolf Maya, o folhetim tem estreia marcada para o dia 20 de maio.

‘Amor à Vida’ será nome da nova trama das 21h da Globo

A Rede Globo anunciou na tarde desta terça-feira (12) o nome definitivo da nova trama das 21h. ‘Amor à Vida’ será a novela de Walcyr Carrasco, que estreia no dia 20 de maio. Inicialmente, o título escolhido para a trama seria ‘Em Nome do Pai’, mas vários movimentos religiosos foram contra o termo.

O elenco da trama vai contar com Paolla Oliveira, Malvino Salvador, Susana Vieira, Mateus Solano e Antônio Fagundes.O folhetim abordará temas como adoção, obesidade infantil e autismo.

Próxima Novela Das 18h Tem Dois Títulos Provisórios

Thelma Guedes e Duca Rachid, autoras da novela

 

A substituta da trama “Flor do Caribe” (que estreia nessa segunda, 11) ainda não tem seu título definitivo. A trama que será assinada por Thelma Guedes e Duca Rachid tem os títulos provisórios de “O Pequeno Buda” e “Joia Rara”, segundo informações da coluna “Canal 1″, assinada pelo jornalista Flávio Ricco.

A trama, que terá várias estrelas de “Avenida Brasil” (2012) em seu elenco, já tem os seguintes nomes confirmados: Bruno Gagliasso, Mariana Ximenes, Nathalia Dill, Caio Blat, Ângelo Antônio, Luiza Valdetaro, Marcelo Serrado, Heloísa Perissé, Marcos Caruso, João Fernandes, Carmo Dalla Vecchia, Fabíola Nascimento, Luana Martau, Mel Maia, Eliane Giardini, Paula Burlamaqui e Cacau Protásio.

O folhetim, com direção geral de Amora Mautner, tem estreia prevista para setembro, substituindo a trama de Walter Negrão. O budismo será um dos principais temas da nova novela das seis e terá o Nepal como um de seus cenários.

 

Bárbara Paz Está Confirmada Para Viver Mulher Do Vilão Gay Da Novela De Walcyr Carrasco

Bárbara Paz.

 

A atriz Bárbara Paz é mais um nome confirmado na próxima novela das 9, que será escrita por Walcyr Carrasco e tem o título provisório de “Em Nome do Pai”.

A atriz viverá um dos principais papéis da trama, a personagem Edith que será casada com o vilão Felix (Mateus Solano). Edith será uma mulher ambiciosa, dona de uma butique de roupas. E que mesmo depois de descobrir pelas redes sociais que o marido é gay continuará com ele pelas aparências.

O último trabalho de Bárbara na TV foi em “Morde & Assopra”, novela das sete também escrita por Walcyr Carrasco.

Sobre em “Em Nome do Pai”, ela será ambientada em um grande hospital paulista e terá Paolla Oliveira, Malvino Salvador, Susana Vieira e Lima Duarte em seus papéis principais.

Salve Jorge : Helô e Stênio: ela prende, ele solta

 

Stênio (Alexandre Nero) tem um dos melhores escritórios de advocacia do país. Um homem vaidoso, física e intelectualmente, que faz tudo o que pode para não envelhecer, incluindo o uso de cremes caros, escondidos na gaveta do seu banheiro. Divorciado há anos da delegada Heloísa (Giovanna Antonelli), Stênio tem com ela uma filha, Drika (Mariana Rios). Uma moça mimada e sem limites, criada na maior parte do tempo pelo pai, por sua própria escolha. Drika quer se casar com Pepeu (Ivan Mendes), um rapaz irresponsável e inconsequente, totalmente desaprovado pela mãe. Stênio também não acha Pepeu o genro ideal, mas não costuma contrariar a filha.

Helô e Stênio são muito próximos, mas vivem tendo desavenças por conta da criação de Drika, e também por motivos profissionais. É que, segundo ela, Stênio tem o péssimo hábito de advogar e conseguir soltar gente que a ex-mulher batalhou muito para prender. As brigas dos dois costumam ser marcadas por ironia e intromissões na vida amorosa de cada um e fazem muita gente acreditar que o sentimento entre eles não acabou de vez.

Stênio divide o escritório de advocacia com o conquistador Haroldo (Otaviano Costa). Já Heloísa é chefe da delegacia e trabalha com a escrivã Jô (Thammy Gretchen) e o inspetor Barros (Marcello Airoldi).

‘Salve Jorge’, próxima novela das nove da Rede Globo, é  escrita por Glória Perez e tem direção de núcleo de Marcos Schechtman e direção geral de Fred Mayrink.

MÍDIA SOCIAL-NTB-REDE GLOBO – AUTORIZADO

Roberto Carlos grava funk para a próxima novela das 21h da TV Globo

Roberto Carlos deve surpreender os fãs na próxima novela das 21h da TV Globo. Conhecido pelas composições românticas, o Rei escreveu e gravou um funk que fará parte da trilha sonora de “Salve Jorge”, escrita por Glória Perez.
“A letra é ótima. Me surpreendeu muito. Ele nunca tinha feito um funk e fico orgulhosa que seja apresentado numa novela minha”, contou a autora da novela que substituirá “Avenida Brasil” em entrevista ao jornal o Globo.

Esta não é a primeira vez que o Rei flerta com o ritmo autenticamente carioca.  Em 2006, em seu especial anual para a emissora, Roberto Carlos cantou com MC Leozinho a música Se Ela Dança, Eu Danço. O funk não será a única canção de Roberto Carlos presente em “Salve Jorge”. Uma outra música, também sem nome, embalará a história dos protagonistas interpretados por Rodrigo Lombardi e Nanda Costa.

Desde 2003 sem lançar um disco de inéditas, o Rei está atualmente em estúdio gravando novo CD.